Quem me ensinou a ler direito.

Na infância eu sempre fui rodeada de revistas, livros e gibis, principalmente da Mônica e sua turma. Minha mãe era assinante do Clube do Livro e de várias revistas que chegavam pelo entregador.

Tenho essa lembrança bem fresca na memória: a perua Kombi passava em frente de casa às quintas-feiras (Não me lembro o horário), e eu ficava com a cara grudada no portão de madeira, o nariz e as mãos pra fora, esperando o moço que passava e me entregava um pacote com revistas e gibis. Enquanto atravessava o quintal de volta, já ia abrindo o saquinho e me deitava na cama pra ler os gibis (as revistas eram da minha mãe, não sei nem quais eram, não olhava pra elas). Eu devia ter uns 9/10 anos.

Lia tudo em meia hora no máximo e já ficava doida esperando a semana seguinte. O que eu fazia até lá? Relia tudo, claro. Não jogava fora, colocava todos os gibis da semana na estante, junto com os outros. Foi assim que aperfeiçoei minha leitura, lendo as histórias desse cara aí, Maurício de Sousa.

Acabei de ler sua biografia, e a história desse cara é incrível! Quem teve infância nos anos 80 (eu! o/) gosta muito e o admira – ele faz parte da nossa história. Poder ler tudo agora foi maravilhoso. Minha admiração só aumentou.

Ele nunca parou no tempo, sempre estava conectado com o que estava acontecendo no mundo… cresceu a turminha (Mônica Jovem, Mônica Toy – que eu acho lindo!), está sempre atualizado. Mas manteve a turma original lá, na doce infância de todos nós.

Muitas histórias boas, um livro delícia de ler.

#obligado, Maurício.

 

Anúncios
Publicado em Internet, Kobo, Livros, Revistas | Deixe um comentário

Agora que engrenou a leitura

Agora que a leitura do ano engrenou li o livro da Flavia Calina, Agora que sou mãe (percebeu a brincadeira com as palavras? Aaahh… eu sou demais!).

Acompanho a Flavia desde 1900, quando o Youtube era mato, tava ela e o PC Siqueira carpindo tudo lá. (Hahahaha… tô muito engraçada hoje!). O primeiro vídeo dela que vi foi uma tentativa dela tirar o carro da garagem no meio da neve. Depois acompanhava os tutoriais de maquiagem (eu escrevi acompanhava e não, “fazia-em-mim”), o processo de emagrecimento, a gravidez da Victoria, a transformação de vlogs em canal de educação infantil… daí parei um pouco de ver.

Gosto da Flavia, da família dela, de toda a evolução que vi nesses últimos anos, uma novela mesmo… mas acho que cansei um pouco do formato. De vez em quando ainda assisto algum vídeo dela (ao contrário de outra youtuber que estava carpindo o início de tudo e hoje não aguento nem ouvir o nome da “fada”).

Eu gostei do livro. Não tenho filhos, mas tenho sobrinho e é praticamente meu filho. Aplico com ele algumas coisa que tem no livro e achei muito interessante. Recomendo para mães de primeira viagem e para todos que tem uma criança por perto.

Publicado em e-book, Internet, Kobo, Livros | Marcado com , | Deixe um comentário

A Livraria

Já li muitos livros com tema “livros”. São sempre bonitinhos, calminhos… gosto.

Acabei de ler esse aí do lado, é sobre uma viúva que abre uma livraria numa pequena cidade litorânea da Inglaterra em meados de 1960, mas os “poderosos” da  cidade são contra a livraria e fazem de tudo para dar errado.

Até mudam as leis locais, para tomarem de volta o imóvel e fechar de vez a livraria. Pior que dá certo.

Em 2017 esse livro virou filme. Ainda não assisti, mas vou procurar assistir:

Publicado em e-book, Filmes, Kobo, Livros | Marcado com , | Deixe um comentário

Como um artista

Mais um livro lido em tempo recorde: 60 minutos.

Li enquanto voltava pra casa. É curto, bem dinâmico.

Gostei.

Publicado em e-book, Internet, Kobo, Livros | Deixe um comentário

Uma dobra no tempo

Bonitinho. Só tem 150 páginas, então demorou 3 dias pra ler.

Achei a história mega-rápida, acontece, se desenvolve e acaba, pronto. Por isso acho que é uma leitura mais “infantil”. Mas é boa, fala de valores, coragem, amor.

Vai ser lançado um filme sobre o livro, acho que vou assistir .

Publicado em e-book, Filmes, Kobo, Livros | Marcado com | Deixe um comentário

Crença e fé

ESCREVO AQUI SOBRE AS MINHAS IMPRESSÕES DOS LIVROS QUE EU LEIO. TEM SPOILER SIM E MINHA OPINIÕES PRA LEMBRAR DEPOIS. SE VOCÊ CAIU AQUI NESSE BLOG E ESTÁ LENDO, JÁ FIQUE SABENDO.

Acabei de ler os 3 livros aí do lado, série MISTBORN (Brandon Sanders). É fantasia, história de magos, poderes e seres não-exatamente-humanos. Gosto muito de livros assim. Não vou ficar detalhando, mas no geral, achei muuuuito legal essa história. Mas o final…. me deixou sem saber o que pensar. Eu gostei mas não gostei.

Achei interessante, relativamente coerente, o final de um dos personagens me deixou feliz (Sazed),  mas a familiaridade com uma história que eu não acredito muito, me deixou meio:

[momento do talvez spoiler]

Tipo… fez 3 livros (O segundo é chato demais, minha nossa, quase desisti), contou tudo isso, essa história fantástica, pra no final parecer uma versão fantasiosa de Jesus? (Foda-se os spoilers, esse blog é meu, eu escrevo o que quiser, é pra EU lembrar das leituras depois).

Meu personagem preferido foi o Sazed, que passou a história toda servindo aos outros, acumulando conhecimento sobre tudo, principalmente religiões, estudando as várias que ele tinha conhecido em centenas de anos de existência, sempre procurando uma religião que tivesse respostas pra ELE mesmo (essa parte me identifiquei e achei incrível, a percepção e definição dele de crença, de fé, esperança. O autor fez uma explicação maravilhosa sobre isso usando esse personagem) e no final é ele quem “salva o dia”. O final desse personagem representa um pouco do que eu mesma acredito sobre os deuses. O etéreo, que está em todo lugar, ao mesmo tempo, dentro e fora da gente. O bom e mau. Luz e sombra.

Mas achei que Brandon transformou Sazed no Jesus dos humanos católicos. Não sei se gostei dessa parte. Mas se foi a real intenção dele, ficou legal saber o que aconteceu até ali.

[Não sei se considero isso um spoiler, porque não escrevi exatamente o que acontece, escrevi apenas minha percepção do final.]

Enfim, vale muito a pena e quero ler outras coisas do Brandon.

 

Publicado em e-book, Kobo, Livros | Marcado com , | Deixe um comentário

Coluna de fogo

 Mais uma obra prima de Ken Follett. Nem sei o que escrever aqui. Eu adoro a mistura de história real e ficção que ele faz.

Em 1558, as pedras ancestrais da Catedral de Kingsbridge testemunham o conflito religioso que dilacera a cidade. Enquanto católicos e protestantes lutam pelo poder, a única coisa que Ned Willard deseja é se casar com Margery Fitzgerald. No entanto, quando os dois se veem em lados opostos do conflito, Ned escolhe servir à princesa Elizabeth da Inglaterra. 

Assim que Elizabeth ascende ao trono, a Europa inteira se volta contra a Inglaterra e se multiplicam complôs de assassinato, planos de rebelião e tentativas de invasão. Astuta e decidida, a jovem soberana monta o primeiro serviço secreto do país, para descobrir as ameaças com a maior antecedência possível.

Ao longo das turbulentas décadas seguintes, o amor de Ned e Margery não arrefece, mas parece cada vez mais fadado ao fracasso. Enquanto isso, o extremismo religioso cresce, gerando uma onda de violência que se alastra de Edimburgo a Genebra. Protegida por um pequeno e dedicado grupo de talentosos espiões e corajosos agentes secretos, Elizabeth tenta se manter no trono e continuar fiel a seus princípios.

***

Maravilhoso.

Publicado em e-book, Kobo, Livros | Marcado com , | Deixe um comentário