Um monte de palavras.

 

Meu nome é Tatiana. Eu moro numa cidade com 11 milhões de habitantes. Trabalho a 34 Km da minha casa e demoro 2 horas para fazer este trajeto. Tenho tempo de sobra para ler…

 

Leio normalmente no metrô, que é mais “estável”, minha viagem dura uns 40 minutos. Eu leio mais ou menos 80 páginas por trecho, e eu já acostumei a ler no metrô. Se eu não tenho nada para ler, acabo comprando alguma revista. Agora inventaram revistas em tamanho pequeno por R$ 5 – eu achei sensacional! :D Mas sempre tem um livro dentro da minha bolsa porque prefiro, e pra isso, conto com os amigos e amigas para emprestarem os seus. Eu tenho uma pequena biblioteca, mas não sei quantos volumes tem nela, acho que nunca contei.

 

Aprendi a ler com 6 anos. Minha mãe era assinante do Circulo do Livro, da época que as pessoas iam de casa em casa oferecer o catálogo e os livros, então sempre tinha livro em casa e eu sempre fuçava (mas não me lembro de ver minha mãe nem ninguém em casa lendo). Não lembro exatamente como começou, mas tenho forte lembrança dos gibis da Mônica que ela assinava pra mim, e a perua ia entregar em casa – eu ficava no portão esperando chegar, e quando a perua passava eu fazia questão de sair na rua para pegar o “pacote”. Rasgar o plástico e pegar os 5 gibis que vinham era uma sensação muito boa. Eu debruçava sobre os gibis e lia muito rápido, em menos de 1 hora. Daí ficava a semana toda esperando de novo… depois ganhei as coleções da Disney: Branca de Neve, Cinderela, A Bela Adormecida… todos em capa dura, tamanho grande, muitas figuras e desenhos. Depois outra coleção, de um coelhinho que ia ao dentista, ao médico, tinha um irmãozinho… esqueci o nome. Daí uns livros com fita cassete, pra ler e ouvir junto.

 

Fernão Capelo GaivotaNo meu aniversário de 9 anos, em 1987, ganhei da minha tia o livro Fernão Capelo Gaivota (Richard Bach) e aí entrei definitivamente para o mundo dos livros… eu ainda o tenho, está guardadinho, preso com elástico, porque todas as folhas se soltaram. Tem dedicatória, e lembro que achei o máximo ganhar um livro com dedicatória (por isso eu sei quando ganhei… :D )

 

 

De lá pra cá já li muito, e é sobre isso que vou escrever aqui.

Anúncios
Esse post foi publicado em Livros e marcado , . Guardar link permanente.

6 respostas para Um monte de palavras.

  1. LuRussa* disse:

    oi Tatiana !!! tudo bem ??? obrigada por entrar e comentar nos meus blogs !!! agora eu vou poder vir aqui tbém e saber sobre os livros que vc mais gosta, isso é muito legal, adoro.
    Vc não mora no BRasil ???

    bjoss !!
    LuRUssa
    http://www.garotinharuiva.blogger.com.br

  2. Cris disse:

    Ler é uma aventura mesmo… a minha experiência com leitura foi diferente….. Quando estava me formando no pré, era a única aluna da Escolinha Dente de Leite que sabia ler, diante disso, fui Oradora da turma…rsrs
    Depois lia só por obrigação em trabalhos de escola….
    Aí, conheci o Lú, que me deu o livro Diário de um Mago, que li em apenas 1 dia. Adorei!
    A partir daí, tenho muitas páginas viradas em minha vida de leitora….
    Meu primo de 11 anos que leu Harry Potter, disse uma frase sobre ler que eu achei fantástica: “Cris, quando a gente lê, parece que estamos num outro mundo e ninguém vai lá nos atrapalhar”
    Nunca estou sem ler um livro e incentivo quem estiver a minha volta a ler.
    Bjs

  3. Tati disse:

    Adorei o espaço… sabe que tb sempre amei ler então acredito que podemos trocar mais idéias ainda por aqui…
    Meu último livro foi “O vendedor de sonhos” lí em uma semana… tava esperando pra resolver um problema entrei na livraria, olhei vários livros e achei esse na hora me senti “atraída” por ele e comprei… depois descobri que ele estava na lista dos 10 mais vendidos. Não costumo comprar livros dos 10 mais porque muitas vezes não concordo com as críticas e etc mas dessa vez quebrei a cara… Ta emprestado mas depois posso te emprestar ehehehehe
    Bju.

  4. oi Tati !! tudo bem ?? obrigada por visitar os meus blogs.
    Nossa, vc acredita q eu nunca li nada de Richard Bach,sei q é um clássico, mas nunca me motivei a ler esse livro que vc citou.
    Sobre o q fala ???

    bjos
    Lu
    http://www.garotinharuiva.blogger.com.br

  5. LuRussa disse:

    nunca consigo comentar aqui ! sua página dá erro qdo quero comentar :(

  6. Herica disse:

    Oi Tati… tbm adorei a sua idéia, parabéns pela iniciativa…
    Minha história com livros é um pouco diferente das postadas aqui. Eu sempre odiei ler, para mim aquilo era apenas uma obrigação que a escola impunha para posteriormente fazer as provas relacionadas ao livro. Em casa ninguém tinha muito costume de ler, e dificilmente eu encontrava uma revista, um jornal ou um livro por lá. Com uns 12 anos li “Cristiane F.” o livro é muito bom, mas é bastante forte para a idade que eu tinha, rs… Minha mãe então começou a ler uns livros espiritas, e depois de muito tempo, quando eu ja estava com 14/15 anos me interessei em pegar um para vir se me acostumava com a idéia, e foi este livro que me fez descobrir o gosto de ler e de viajar na história. O nome do livro é “Quando a Vida Escolhe”. Depois deste livro, li vários do Paulo Coelho, e de outros autores que não me recordo no momento. Ja li livros de temas diversos, e os que mais gosto são os de suspense. Um que gostei muito foi “Os Pecados dos Pais” de Lawrence Block. Confesso que hj em dia estou meio preguiçosa, acho que é a rotina de dona de casa, mas pretendo usar este espaço para voltar à ativa nas leituras.
    Parabéns novamente.
    Bjão
    Hérica

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s